terça-feira, 3 de setembro de 2013

3281) VIII Comunicurtas (3.9.2013)




Estive em Campina Grande para participar como jurado da oitava edição do Comunicurtas. É um festival de curta-metragem idealizado e organizado por André da Costa Pinto, com a ajuda de um exército de jovens voluntários que na noite final subiram ao palco para uma foto que, ao que parece, tornou-se de praxe na noite de encerramento. Ao som do Regional de Duduta, dezenas de rapazes e moças riram e acenaram para um Teatro Municipal repleto que os aplaudia.

Na quinta-feira, aconteceu uma reunião do Forum do Audio-Visual da Paraíba, com a presença do Secretário de Cultura, Chico César. Longas (e espero que proveitosas) discussões sobre a necessidade de apoio do Governo a quem faz cinema e vídeo independente no Estado. É a eterna (e necessária) contradição da vida cultural.  De um lado, o fato de que o dinheiro público existe e precisa ser devolvido à população sob a forma de incentivo aberto a todos. Do outro, o fato de que se formos ficar eternamente esperando pelos Governos vamos virar esqueletos de pires na mão à beira do caminho, e que é preciso, sempre, começar a fazer as coisas de graça, sem condições, na base do entusiasmo, senão... nada acontece.