domingo, 5 de dezembro de 2010

2419) O repentista Bob Dylan (5.12.2010)



Toda criação poética é uma oscilação contínua entre o racional e o intuitivo, entre decisões planejadas e coisas que parecem cair do céu. “Toda”, no caso, é um exagero, porque se há milhões de poetas há milhões de poéticas; mas essa regra, que vale para mim, deve valer pra mais gente. Lembrem aquela famosa